Intolerâncias Alimentares

O que é intolerância alimentar?

Intolerância alimentar pode ser facilmente confundida com alergia alimentar ou mesmo algum distúrbio autoimune, como a doença celíaca. No entanto, apesar de intolerância alimentar envolver reações físicas e alguns dos sinais e sintomas como os outros dois casos, de maneira geral, os sintomas são menos graves e muitas vezes limitados a problemas digestivos. Esses sintomas também podem durar horas ou dias. Em alguns casos de intolerância alimentar, a pessoa pode ser capaz de comer pequenas quantidades do alimento agressor sem problemas. Mas nem todos as intolerâncias são fácil de tratar. A lista pode ser bem grande e muitos podem ser intolerantes a mais de um alimento. Na lista dos itens mais comuns na causa de intolerância estão produtos lácteos, cereais e alimentos que causam acúmulo de gases intestinais, tais como feijão e repolho.

Encontre aqui as intolerâncias alimentares mais comuns

Intelerância ao Álcool

Este tipo de intolerância pode ser relacionada a uma bebida, como um tipo de vinho, ou diferentes tipos de bebidas alcoólicas. A intolerância também pode ser ao ingrediente base da bebida, por exemplo, uva para vinho ou grãos de uísque, ou aos produtos químicos utilizados para o preparo. O vinho tinto é a bebida que mais causa problemas de intolerâncias, seguido pelo uísque, cerveja e demais vinhos. Uma intolerância pode surgir quando o corpo está com falta da enzima necessária para digerir e eliminar um alimento ou substância (nesse caso, o próprio álcool). Se a molécula de álcool não receber o tratamento necessário pelo corpo, uma série de sintomas incomuns podem ocorrer. O álcool também facilita a absorção de outros alimentos capazes de causar intolerâncias.

Intolerância à Frutose, frutano e frutooligossacarídeo

Essas intolerâncias são causadas por fontes naturais de açúcar encontradas em frutos, mel, xaropes, bem como em açúcar de mesa e muitos alimentos e bebidas processados. Os açúcares são fermentados pela flora intestinal inferior resultando na formação de substâncias químicas e de gases. Não costumam ser intolerâncias comuns e acontecem por falta de enzima. A intolerância à frutose é mais comum quando hereditária, ou seja, falta a enzima por um erro genético. De acordo com a organização Food Intolerance, uma rede de médicos e nutricionistas especialistas no assunto, os sintomas incluem inchaço, cólicas abdominais e dor, diarreia e constipação, sons intestinais e aumento da produção de gás, refluxo (por exemplo, gosto ácido na boca, azia), náuseas ou vômitos.

Intolerância à Glicose

A intolerância à glicose é uma condição metabólica que resulta níveis maiores do que os normais de glicose no sangue - a hiperglicemia. Diabetes.co.uk, uma comunidade global de diabetes, explica que as condições mais comuns que podem ser consideradas como intolerância à glicose incluem a glicose em jejum alterada, intolerância à glicose, pré-diabetes, diabetes do tipo 2. O diagnóstico é feito com orientação médica e através de exame de sangue. Os sintomas incluem sede excessiva, boca seca, fadiga, visão turva e micção excessiva (ou seja, vontade de urinar com muita frequência).

Intolerância à Lactose

Essa intolerância é cada vez mais comum tanto em crianças como em adultos. Estudos estimam que apenas 35% da população do mundo pode tolerar a lactose, mas os índices diferem de um país para outro. Na China, por exemplo, a intolerância à lactose pode ocorrer em 90% da população; no Brasil, em cerca de 80%; no norte da Europa, de 2% a 20%. A intolerância à lactose está relacionado à incapacidade de digerir a lactose (açúcar de leite) devido à baixa quantidade da enzima lactase ou ausência da mesma. Algumas pessoas são capazes de tolerar pequenas quantidades de leite e laticínios - a maioria pode beber um copo de leite ou ingerir essa quantidade de produtos lácteos por dia, mas outros não conseguem digerir até mesmo uma quantidade muito pequena. Os sintomas incluem diarreia, inchaço e desconforto digestivo. A intolerância à lactose pode ser temporária ou por toda a vida, no caso de pessoas que nascem com uma intolerância primária à lactose. Lactose está presente em todos os leites de mamíferos, tais como o leite de cabra, leite de vaca, leite de búfala e leite de ovelhas em quantidades semelhantes.

Intolerância à Levedura (fermento)

Para aqueles que têm intolerância à levedura, comida ou bebida com fermento químico, biológico ou que tenha passado por processo de fermentação podem causar sintomas e problemas digestivos. Os sintomas incluem flatulência, mau hálito, fadiga, irritabilidade, forte desejo por alimentos açucarados, dores de estômago, pele ruim e indigestão. Levedura faz parte da categoria de organismos como fungos e se reproduz em açúcar. O super crescimento da levedura pode ser prejudicial para o corpo. A forma mais comum de levedura encontrada no aparelho digestivo é cândida. O corpo humano necessita de levedura em pequenas quantidades.

Powered by themekiller.com anime4online.com animextoon.com apk4phone.com tengag.com moviekillers.com